Grupo Ria


Seja bem vindo e navegue a vontade.                                                                       Conheça mais sobre o Grupo Ria, suas adaptações, montagens e artistas.

Vidas Secas

Graciliano Ramos

O “sentido da vida” ou os porquês de tantas desgraças são os temas pelos quais tudo de desenrola, aliás o próprio título da obra endossa esta tese, seca, na linguagem popular, segundo o Aurélio, tem o significado de “má sorte” ou azar, portanto Vidas Secas tem a inteligência de Vidas sem sorte.     “Vidas Secas” é o último romance de Graciliano Ramos e o único narrado em terceira pessoa.     “O narrador não quer identificar-se com o personagem, e por isso há na sua voz uma certa objetividade de relatar. Mas quer fazer às vezes do personagem, de modo que, sem perder a própria identidade, sugere a dele. É como se o narrador fosse, não um intérprete mimético, mas alguém que institui a humanidade de seres que a sociedade põe à margem, empurrando-os para a fronteira da animalidade. Aqui, a animalidade reage e penetra pelo universo reservado, em geral, ao adulto civilizado.”

Ficha Técnica Direção e Adaptação: José Paulo Rosa
Elenco:

Karina Scott
Marcio Santiago
Marcelo Camilo
Marcelo Masso
Figurino: O Grupo
Cenografia: José Paulo Rosa
Op. Luz/Som: Zé Alberto Martins






visitantes