Grupo Ria


Seja bem vindo e navegue a vontade.                                                                       Conheça mais sobre o Grupo Ria, suas adaptações, montagens e artistas.



Dom Quixote De La Mancha

Miguel de Cervantes

Adaptação e Direção: Zé Alberto Martins
Supervisão e Direção Geral: José Paulo Rosa
Direção de Animação: Ronney Thiago
Produção Executiva: Anna Colabuono
Produção Grupo RIA

ELENCO:
Alonso Quijana (Dom Quixote): Marcelo Masso / Marcio Santiago
Sancho Pança: Marcelo Camilo
Aldonza (Dulcinéia)/Ama: Alinne Bello
Dolores/Alice/Bruxa/Maritornes: Agatha Estriga
Pastor/ Doutor/ Sansão Carrasco: Irielton Alves
Juana Pança/ Padre: Aislan Merice
Cigano 1: Ronney Thiago
Cigano 2: Rick Conte

MÚSICAS:
Letras: Amadeu Albuquerque, Zé Alberto Martins, Miguel de Cervantes, Humberto Gessinger e Chico Buarque
Melodias: Rick Conte, Ronney Thiago e Amadeu Albuquerque
Violão e Voz: Rick Conte
Percussão: Ronney Thiago
Design de Figurinos: Gabi Sanches, Ronney Thiago
Design de cenários: Zé Alberto Martins
Desenhos cênicos: Igor Santos


DOM QUIXOTE ...Tanto aquelas leituras ocuparam seu tempo, passava noites em claro e dias escuros, pouco dormindo que acabou secando seu cérebro, perdendo o juízo; então encheu-se de fantasias e reuniu em sua mente imaginações de um cavaleiro andante. Desafios batalhas, amores, tormentas e disparates impossíveis; assim começa nosso Dom Quixote de La Mancha. Dom Quixote usa a fantasia de herói para buscar batalhas, enquanto Sancho Pança seu fiel escudeiro, que nada mais é do que um criador de porcos, tenta puxá-lo para a realidade. A história é muito legal e engraçada, com aventuras hilárias com supostas lições de moral. O protagonista do espetáculo é Dom Quixote, um velho fidalgo castelhano que perdeu a razão por muita leitura de romances de cavalaria e pretende imitar seus heróis preferidos. O espetáculo apresenta as suas aventuras em companhia de Sancho Pança, seu fiel amigo e companheiro, que tem uma visão mais realista. Dom Quixote se envolve em uma série de aventuras, mas suas fantasias são sempre desmedidas pela dura realidade. O efeito é altamente humorístico. O encanto da obra nasce do descompasso entre o idealismo do protagonista e a realidade na qual ele atua. Quixote teria sido um herói a mais nas crônicas ou romances de cavalaria cem anos antes de sua existência. Sua loucura está fora de seu tempo. Isso permitiu o autor Miguel de Cervantes fazer uma sátira de sua época, usando a figura de um cavaleiro medieval em plena Idade Moderna para retratar uma Espanha que, após um século de glórias, começa a duvidar de si mesma. O Grupo RIA sempre com a preocupação e a responsabilidade de fidelidade as obras vai para mais um grande desafio; agradar uma platéia ainda mais exigente - o ensino fundamental. Assim nosso diretor geral: José Paulo Rosa, confiou a direção do espetáculo ao promissor diretor Zé Alberto Martins que com maestria e juventude deu um tom romântico e com dois músicos ao vivo dá um toque especial como uma brincadeira de desenho animado. A cenografia, figurino e adereços foi confiado ao competentíssimo Ronney Thiago e sua equipe. Além da qualidade de intérpretes que é uma marca registrada do Grupo RIA.




visitantes